A leitura da Bíblia na atualidade

Posted on agosto 4, 2009

1


A Bíblia é muito divulgada e pouco lida. Quem deseja parecer mais “crente”, levanta o grande volume da capa preta e proclama em alta voz os benefícios da leitura, ou, menos, apenas adverte severamente os que não a lêem, pronunciando imprecações sobre os biblicamente iletrados.

Ao mesmo tempo, tais advertências em muitas ocasiões não passam de retórica vazia e desequilibrada. (1) Vazia porque às vezes o próprio sujeito não tem contato com a Palavra de Deus. Lembro com um sorriso no rosto do adolescente que me ouviu pregar e depois da mensagem veio com a maior cara de curioso, analisou a Bíblia que eu tinha em mãos, e soltou a pergunta fatal: “Você já leu isso tudo?”. Era espantoso para ele que alguém já tivesse lido toda a Escritura.

(2) Desequilibrada porque o infeliz não está preocupado com a leitura da Bíblia enquanto relacionamento com Deus, vida com o Pai, plenitude do Espírito nos lembrando das palavras do Filho. Nada disso. O seu argumento é puramente pragmático e moralista. Reclama com quem não lê a Bíblia porque simplesmente acha que as coisas devem ser do seu jeito, e porque é assim que funciona para o carinha obter o que deseja.

A Bíblia, então, deixou de ser um fim – a Palavra de Deus – para ser um meio: um talismã, um atrativo de bênçãos, um livro de receitas sobre a prosperidade, etc., etc.

Ler a Bíblia na atualidade é encarar as percepções culturais comuns sobre a realidade, confrontando-as com o ensinamento da Palavra de Deus, e aplicando a mensagem eterna ao nosso tempo. Isto desperta e mantém o processo de formação de uma visão de mundo bíblica, que é fundamental para todo cristão.

Elementos como a pré-compreensão, a análise textual, e a aplicação devem ser cuidadosamente observados.

Posted in: Uncategorized