Velhas Verdades

Posted on novembro 18, 2010

0


Na última semana tive acesso ao lançamento de Eduardo Mano & Os Tapetes Voadores – o CD “Velhas Verdades”. 
Eu já conhecia algo da banda, através do “Canções para Grupos Pequenos“, que tem uma sonoridade bastante agradável, tranquila e promove o clima de uma conversa informal: roda de amigos e canções centradas em Deus.
Lembro de, na época, ter curtido bastante canções como “Reinas Soberano” e “Minha Estupidez” – embora achasse que faltava alguma coisa nesta última (lógico, era um CD de voz e violão!).
Linhas como:
basta eu olhar para fora do meu mundo
para enxergar que há um mundo
que resplandece o Teu amor
E quando eu me lembro que posso descansar
deixando tudo aos Teus pés
fica mais fácil Te encontrar
demonstram a preocupação de olhar além de mim, cantar mais que meus sentimentos apenas, e ter solidez teológica entre os acordes e harmonias. Basta ouvir as outras canções pra conferir o ponto.
Por tudo isso eu já tinha uma expectativa positiva ao baixar o CD via noisetrade. Nada muito demorado – embora eu sempre ache a minha conexão lenta demais -, logo pude ouvir as canções. De cara, uma produção melhor que o material ouvido anteriormente. Maior profissionalismo e qualidade permitiram uma sonoridade ainda melhor dos instrumentos – agora mais percussão além do violão, contrabaixo, guitarra e teclado.
Não sei se a idéia do pessoal era essa, mas tive a idéia de continuidade do conceito do “Canções”, estilo tranquilo, maior ênfase a letras que a grandes arranjos – embora os arranjos também apareçam mais e dêem um clima muito legal ao CD.
Pra resumir: boa música e boa teologia.
Às vezes senti falta de uma bateria, como na regravação de “Minha estupidez”, mas a percussão cumpriu bem o seu papel – e tive a impressão de que “aquilo que faltava” foi acrescentado à música.
Uma das que eu mais curti, foi “Bem sei”. Uma pitada de Los Hermanos ou algo do tipo, e a marcação de um ritmo inusitado, com uma guitarra que brinca ao longo da canção, foram ótima surpresa. E a letra não fica para trás.
Também gostei demais de “Raízes”, que apenas agora descobri ter sido distribuída no site anteriormente. Não ouvi a primeira versão, mas esta não precisa de reparos. A linha melódica da canção é perfeita.
“Verdades eternas”, de onde saiu o nome do disco, é uma canção centrada em Jesus, que canta a propiciação, morte substitutiva e ressurreição de Jesus com muita propriedade e beleza, enquanto destaca a estranheza das canções e verdades “novas”.
Canção bastante imaginativa é “Quartos vagos”. Seguindo a ilustração de que Jesus foi preparar lugar para nós, a música põe o céu em acordes, e anuncia: “a vida de verdade só começa lá”. Muito boa. 
A coisa fica ainda mais impressionante quando ficamos sabendo que o processo todo foi realizado pelo pessoal, com exceção das etapas de mixagem e masterização. Parabéns! Provaram o ponto de que é possível fazer se colocarmos a “mão na massa”, como disse o Eduardo Mano em seu blog.
O elemento estético também é interessante. Além de uma arte bem feita, os CDs comprados São pintados a mão (além de baixar os mp3, você pode comprar o CD físico pelo valor de R$10,00 + despesas de envio).
Assim, recomendo sem ressalvas o material. Visitem o Eduardomano.net, baixem os mp3, comprem os CDs físicos, ouçam as canções, aprendam a tocá-las e espalhem tudo isso por sua igreja. Vai ser uma grande contribuição para a musicalidade de sua congregação.
Com tristeza eu devo mencionar que hoje, quando escrevo esta “crítica”, o Eduardo Mano publicou nota em seu blog, anunciando o fim dos Tapetes Voadores. O CD continua à disposição, o Eduardo continuará cantando, mas a formação que gravou este material não seguirá com ele. Que Deus os abençoe – fizeram um ótimo trabalho. E que Deus abençoe o Eduardo, dando a ele graça para composições biblicamente orientadas, e cheias de beleza melódica.

*   *   *

Este CD é um belo exemplo do que pretendo sugerir com “a Caneta”. Boa produção cultural cristã, que brota de corações diande do Pai.

Anúncios
Marcado:
Posted in: a Caneta